A Peak UK expande o seu produto pelo mundo inteiro com a ajuda da Roland DG

A empresa de vestuário para canoagem passou quatro anos a conceber a sua peça de vestuário inovadora Racer ST, que contribuiu para o desempenho que valeu a medalha de ouro olímpica de Joe Clarke, da Equipa do Reino Unido, no Rio de Janeiro em 2016.

A Roland DG permitiu à Peak UK oferecer a sua peça Racer ST às equipas olímpicas e atletas profissionais pelo mundo inteiro, no seguimento de um aumento sem precedentes do interesse após a peça ter ajudado o atleta da Equipa do Reino Unido, Joe Clarke, a ganhar a medalha de ouro na prova individual masculina de K1.

A Peça Racer ST foi concebida pelo fundador da Peak UK, Peter Astles, sendo que o antigo atleta de slalom e a sua equipa de dez pessoas demoraram quase quatro anos a aperfeiçoar a peça. Desde o lançamento do produto no mercado após os Jogos Olímpicos do ano passado, a Racer ST revolucionou o vestuário para canoagem combinando um casaco, colete salva-vidas e saia, que são normalmente utilizadas como peças individuais, numa única peça de vestuário.

Esta amálgama reduziu drasticamente a espessura do colete salva-vidas em 20-30 mm e com as penalizações de tempo que os concorrentes sofrem se batem numa vara de slalom enquanto competem entre si, esta redução dá aos canoístas uma maior margem de erro. Para além disso, o peso global do vestuário do canoísta é menor, resultando num aumento da velocidade à medida que compete em contra-relógio.

Ao falar sobre este produto inovador, Pete Astles afirmou: «Desde as primeiríssimas fases da ideia inicial que sabíamos que tínhamos uma peça de equipamento completamente única e inovadora, que poderia dar aos atletas vantagem sobre os seus adversários. Com os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 a aproximarem-se, decidimos abordar a British Canoeing e explorar a possibilidade de fornecermos o kit para os atletas

Friking y Roland

Depois de terem ficado instantaneamente convencidos pelo conceito inovador e benefícios inegáveis, os representantes da British Canoeing estabeleceram uma parceria com a Peak UK para esta se tornar no fornecedor oficial do kit para os Jogos Olímpicos. Apesar de terem produzidos protótipos da peça à mão, era evidente que a Peak UK precisava de investir em tecnologia têxtil que lhe permitisse personalizar o casaco de modo a refletir o branding da Equipa do Reino Unido. Foi durante esta busca por uma impressora têxtil que Pete se deparou pela primeira vez com a Roland DG.

Friking y Roland

"Assim que estabelecemos uma parceria com a British Canoeing, ficou claro que precisávamos de investir numa máquina têxtil que pudesse produzir os requisitos de personalização necessários para peças de vestuário de marca. Ficamos imediatamente interessados na Impressora de Transferência de Sublimação de Tinta Texart RT-640 da Roland DG, pois era mais industrial e robusta do que as suas concorrentes, com o design aberto a facilitar a sua operação, limpeza e manutenção. Começámos rapidamente a trabalhar com a máquina e, um ano depois, ainda não lhe podemos apontar defeitos. A máquina é verdadeiramente irrepreensível, efetuando sem esforço impressões de alta qualidade ao ponto de ainda não termos tido uma impressão má."

Um dos atletas da Equipa do Reino Unido a usar a peça Racer ST nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 foi Joe Clarke, que competia na prova individual masculina K1. Apesar de ser um desconhecido, ganhou a medalha de ouro depois de ter batido o adversário mais próximo em 0,17 segundos. Durante toda a competição, Joe não atingiu uma única vara de slalom e elogiou o seu colete salva-vidas menos espesso por lhe ter proporcionado os ganhos marginais que tornaram isto possível. Depois das Olimpíadas, houve um enorme aumento no interesse pela peça de vestuário Racer ST por parte de outras equipas de canoagem nacionais e, graças à RT-640, a Peak UK conseguiu explorar este novo negócio.

"A RT-640 permitiu-nos imprimir de forma rápida e fácil os designs únicos e personalizados necessários para darmos resposta a equipas nacionais e atletas profissionais; desde os emblemas nacionais às cores patrióticas, passando pelos patrocinadores. Podemos, literalmente, criar qualquer visual a partir do zero. E a melhor coisa em relação à máquina da Roland DG é que oferece flexibilidade - podemos imprimir uma ou cem peças com a mesma facilidade."

Desde o ano passado, a Peak UK entrou em parceria com alguns dos principais canoístas mundiais e com as suas respetivas equipas nacionais, de modo a fornecer a SR Racer como parte do seu kit, incluindo as equipas da França, Alemanha e República Checa.