Blog de Roland DG

Porque é que os Dentistas devem investir em ter fresagem nas suas clínicas?

O mundo da ortodoncia mudou imenso nas últimas décadas e os últimos anos foram os mais significativos. Apesar de os restauros de porcelana manuais ainda serem amplamente utilizados, o nascer dos restauros fabricados digitalmente está a alterar o panorama mundial. A maioria dos laboratórios foi rápido a adotar tecnologia digital que maximiza ganhos de tempo e agora chegou a vez das clínicas dentárias colherem os benefícios do scanning e fresagem, para incrementarem a sua carteira de serviços.
As universidades e as escolas de formação mais viradas para o futuro já estão a começar a incorporar a ortodoncia digital nos seus currículos e, à medida que mais dentistas recém-qualificados entram no mercado de trabalho, estamos a ver uma mudança firme para o modelo de fluxo de trabalho digital. Desde o scan ao resultado final, passando pelo design, o modelo digital evoluiu continuamente. As soluções abertas são, idealmente, colocadas para implementar o triângulo de inovação – novos materiais, melhorias de hardware e desenvolvimento do software.
Esta mudança cultural foi tão bem-sucedida devido aos benefícios tangíveis que as práticas dentárias estão a desfrutar, como resultado de passarem para a ortodoncia digital. Se ainda não decidiu que a ortodoncia digital é um investimento valioso, eis alguns dos benefícios que a ortodoncia digital trouxe a toda a indústria.

Redução do tempo de espera para próteses executadas
A cirurgia dentária é um negócio e os negócios precisam de lucros para sobreviver. Os consumidores de hoje em dia têm expetativas muito mais elevadas do que costumavam ter. Não perdoam tanto os tempos de produção associados aos métodos tradicionais e se conseguirem encontrar um serviço mais conveniente noutro lado, as clínicas dentárias que não conseguirem oferecer restauros no mesmo dia irão perder negócio.
A fresagem das suas próprias próteses internamente anula esses atrasos e dá-lhe mais tempo para trabalhar no próximo trabalho. De facto, estima-se que o tempo médio que demora a produzir internamente uma coroa anterior - da preparação à colocação - pode ser inferior a uma hora.

Controlo total sobre a qualidade do acabamento
Qualquer negócio que contrate trabalho está, em certa medida, à mercê dos seus sub-contratantes. Devido a restrições temporais, deve ser atingido um determinado compromisso entre a qualidade e o tempo de resposta. Isto não é assim tão diferente no campo da ortodoncia e pode ser tentador ignorar falhas menores num restauro em favor de servir o paciente de forma atempada.
Com uma solução CAD/CAM interna, essas falhas podem ser facilmente corrigidas no âmbito do modelo 3D numa questão de minutos. O software é concebido com as competências e práticas técnicas dentárias existentes em mente - a maior diferença é que vai utilizar um rato em vez de uma faca de modelar.
Ao aderir ao CAD/CAM não existe praticamente nenhum atraso ou redução na produtividade. Todas as suas competências existentes irão entrar em ação mais rapidamente e com maior precisão e se cometer um erro, pode corrigi-lo no software e continuar.

Pacientes mais felizes
Como dentista, tudo o que deseja do laboratório é um restauro que tenha bom aspeto e que encaixe adequadamente. Os seus pacientes só querem sentir-se bem com o seu sorriso e desfrutar de um encaixe confortável. Utilizando técnicas mais antigas, como tirar uma impressão, a hipótese de erro é muito maior do que seria com um scanner intraoral. Não apenas isso, mas ninguém gosta do sabor de massa dentária e o scanning digital tem menos probabilidade de induzir o reflexo do vómito. 
Utilizar um scanner intraoral em conjunto com uma solução de fresagem CAD/CAM proporciona-lhe uma precisão notável que é difícil de igualar com processos tradicionais. Isto significa que as incidências de restauros com encaixe pobre são muito mais raras. Mesmo se precisarem de ser feitas correções, isto pode ser feito numa questão de minutos, o que significa que os seus pacientes ficam duplamente satisfeitos.
O que é mais, a precisão prestada por scanners intraorais pode assegurar a saúde dentária futura dos seus pacientes - uma vez que os restauros digitais têm um encaixe marginal excelente (algo difícil de atingir com métodos tradicionais), existe uma hipótese mais pequena de cáries recorrentes.

Benefícios para proprietários de laboratórios
Com tais dispositivos de poupança de trabalho a aparecerem nas clínicas dentárias, poderá pensar que as máquinas de fresagem são algo a temer por parte dos laboratórios dentários. De facto, esta tendência foi acolhida por muitos proprietários de laboratórios. Agora os dentistas podem executar as tarefas mais urgentes por si só, os laboratórios estão livres para se centrarem no aspeto da porcelana, no aspeto da cerâmica, os aspetos mais criativos do trabalho. Também significa que não têm de quebrar a sua própria produtividade para satisfazer um pedido urgente súbito de uma clínica dentária.
O que poderia ter sido uma causa de conflito entre laboratórios e clínicas criou, na realidade, uma ponte de entendimento entre os dois. Os dentistas agora desenvolver uma maior apreciação e uma imagem mais informada do trabalho dos laboratórios e tornaram-se melhores em distinguir a diferença entre boa e má preparação.

É difícil contestar a panóplia de benefícios que produzir restauros internos pode trazer a todas as partes. Para além de facilitar a vida dos técnicos de laboratório e dentistas, são os pacientes quem tem mais a ganhar. À medida que mais dentistas avançam para métodos digitais modernos, o consumidor irá tornar-se mais ciente da possibilidade de restauros no mesmo dia. Como dentista, cabe-lhe a si investir nesta nova tecnologia antes de os seus pacientes perguntarem porque é que a sua clínica não fornece tal serviço.  

Mais informação